Tosse

SAIBA MAIS SOBRE ESTE SINTOMA RESPIRATÓRIO

A tosse é definida como uma manobra expulsiva forçada, usualmente contra a glote fechada e que se associa a um som característico. É um mecanismo de proteçăo do organismo que serve para eliminar secreçőes e patógenos, além de proteger o pulmăo da aspiraçăo de substâncias ou corpos estranhos.

Um pouco confuso, né?

Mas um sintoma assim, tão comum e presente na nossa vida desde o nascimento, não carece de muita definição.

A tosse é tão chata e insuportável, que é a primeira causa de consulta em todo o mundo. Quantas pessoas se queixam que não conseguem dormir, comer, rir e até mesmo respirar por causa desse sintoma tão comum? A tosse compromete, e muito, a qualidade de vida das pessoas, tanto no trabalho, na escola, em momentos de lazer e de descanso.

A tosse pode ser do tipo seca (sem secreção) ou produtiva (com secreção) e pode ser dividida em aguda (duração menor que 3 semanas), subaguda (de 3 a 8 semanas) e crônica (duração acima de 8 semanas).

As principais causas de tosse săo as doenças que acometem o sistema respiratório, sejam os pulmőes ou as vias aéreas superiores. Infeçőes devem ser descartadas em todos os pacientes que apresentam tosse aguda.

A tosse subaguda ou crônica pode indicar outras doenças cujo tratamento depende de uma avaliaçăo minuciosa do pneumologista. Nem sempre os sintomas săo decorrentes de doenças pulmonares, mas o seu médico está apto a diferenciar as diversas causas e tratá-las adequadamente.

As maiores causas de tosse crônica são asma, rinossinusite e doença do refluxo gastro-esofágico. Essas doenças devem ser minuciosamente estudadas. Muitas vezes as pessoas possuem até as três causas concomitantemente, o que torna ainda mais difícil a remissão rápida da tosse. Mas com o diagnóstico e tratamento adequados, a evolução é, na maioria das vezes, favorável.

Mais causas de tosse, tanto aguda quanto crônica são: laringite, faringite, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), traqueobronquite, tabagismo, medicamentos, tuberculose, micoses, coqueluche, bronquiectasias, doenças da pleura, pericárdio e diafragma, polipose nasal, aspiração, fibrose pulmonar, câncer, psicogênica, entre outras.

PS: Antes de tomar xaropes e antitussígenos, é importante o diagnóstico correto da causa da tosse pois, muitas vezes, o tratamento pode ser retardado levando a piora dos sintomas. As medicaçőes văo depender da causa mas, em geral, xaropes contra a tosse năo estăo indicados.